Central de Vendas 11 3251-3962

O pai: uma função em declínio

Mais informações
Autor:
Leal Andrade (veja mais livros deste autor)
Editora:
APPRIS(veja mais livros desta editora)

De: R$ 52,00 Por: R$ 46,28 Em 1x de: R$ 46,28

Comprar
Sob Encomenda: com previsão de postagem em até 30 dia (s) útil (eis).
Consulte aqui o valor do frete e prazo de entrega do produto
Opção de parcelamento via cartão de crédito
  • 1x de R$ 46,28 sem juros
Avalie:

A contemporaneidade, no tocante à organização social da família, tem sido marcada por novas configurações, tanto nos entes que a compõem, quanto nas relações que a definem. Os novos panoramas das famílias não se constituem sem efeitos sobre as redes, as mais diversas da malha social assim como sobre a constituição subjetiva dos que delas participam. Neste contexto, verifica-se uma tendência à marginalização do pai quanto às suas funções na família ao mesmo tempo em que observa-se um movimento, um tanto paradoxal, de tentativa de resgate das funções e lugar do pai. O pai: uma função em declínio procura demonstrar o que a psicanálise concebe por função paterna, a partir do que Lacan denomina nome-do-pai, conceito que se constitui da releitur a lacaniana da obra de Freud pelo viés da antropologia estrutural de Claude Lévi-Strauss. O presente livro demonstra como esse conceito encontra-se atrelado à tese lacaniana de um declínio social da imagem do pai, enquanto pano de fundo do próprio su rgimento da teoria freudiana bem como, enquanto pano de fundo do surgimento de uma determinada crise psicológica atual. Ao refletir sobre esse declínio, a presente obra reivindica, em certa perspectiva, um lugar para o pai diferente da posição secun dária à ele reservada na família contemporânea, indicando-lhe uma posição similar em importância à da mãe, na medida em que investiga o caráter de sua função na família como elemento fundamental para a constituição psíquica do seres humanos. Não se t rata de defender o pai, em detrimento da mãe senão de evidenciar o quanto a sua ausência pode ser patologizante o quanto se perde quando o mantemos à margem dos processos familiares constitutivos, não só em relação a criança que se funda como sujei to a partir da função que ele promove, como também e sobretudo em relação a mãe que, amiúde, acaba por arcar sozinha com a responsabilidade de formar sujeitos. Em um cenário de manifestações, as mais diversas, em defesa da mulher e do feminino e no q ual ainda permanecem fortemente presentes os ideais da maternidade que reforçam o domínio das mães sobre os filhos trazer o pai ao debate é mais que um desafio, uma necessidade pungente.

Código de barras:
9788555078637
Dimensões:
0.20cm x 14.00cm x 21.00cm
Edição:
1
Marca:
APPRIS
Idioma:
Português
ISBN:
9788555078637
ISBN13:
9788555078637
Número de páginas:
183
Peso:
200 gramas
Encadernação:
BROCHURA