Central de Vendas 11 3251-3962

Glória Ainda Que Tardia ou Alvarenga Peixoto, o Poeta de Barbara

Mais informações
Autor:
Ana Maria Goulart Bustamante (veja mais livros deste autor)
Editora:
PRISMAS(veja mais livros desta editora)

Produto indisponível no momento, quer ser avisado?

Preencha os dados abaixo para ser avisado quando retornar.

Desejo receber newsletter
Produto Não Comercializado
Avalie:

Glória ainda que tardia ou Alvarenga Peixoto, o poeta de Bárbara Ana Maria Goulart BustamanteBárbara bela,Do norte estrela, Que o meu destino Sabes guiarEsses são os primeiros versos de um dos poemas mais importantes e característicos de Alvarenga Pe ixoto, esse grande desconhecido. Nas histórias da inconfidência mineira, raramente se menciona que o poeta Inácio José de Alvarenga Peixoto morreu na prisão, na África, em agosto de 1792, apenas alguns meses após o enforcamento de Tiradentes, em 21 d e abril. Os dois participaram da composição da bandeira da revolução: a ideia do triângulo vermelho é de adentes, e o lema extraído de Virgílio Libertas quae sera tamen é citação devida à erudição de Alvarenga Peixoto. Fazse aqui a leitura de toda a obra de Alvarenga, dos primeiros sonetos em Portugal aos poemas escritos na prisão, no Rio de Janeiro, em busca das ocorrências da palavra bárbaro e de seus cognatos. Descobrese, por esse caminho, que a palavra teve o sentido transformado e revig ora do na obra do poeta, assim como na língua portuguesa.

Código de barras:
9788555074356
Dimensões:
0.00cm x 14.00cm x 21.00cm
Edição:
1
Marca:
PRISMAS
Idioma:
Português
ISBN:
9788555074356
ISBN13:
9788555074356
Número de páginas:
115
Peso:
172 gramas
Ano de publicação:
2022
Encadernação:
BROCHURA